“Aliança para a Juventude” já formou e contratou 115 000 jovens europeus

Voltar15 Nov, 2016

• “Aliança para a Juventude” disponibilizou já 115 000 oportunidades de emprego e formação desde 2014
• Empresas que integram a iniciativa prometem disponibilizar 230 000 novas oportunidades até 2020
• “Ensino Dual” é apontado como fundamental no apoio ao emprego jovem na Europa “Aliança para a Juventude” já formou e contratou 115 000 jovens europeus desde 2014, sendo que as empresas que integram a iniciativa prometem disponibilizar 230 000 novas oportunidades até 2020.

Impulsionada pela iniciativa privada, a “Aliança para a Juventude” visa a promoção do emprego jovem na Europa. Iniciada em 2014 pela Nestlé, conta agora com a adesão de cerca de 200 empresas.

As empresas criaram também mais de 600 sistemas de ensino dual em toda a Europa e organizaram 10 000 workshops no sentido de preparar os jovens recém-licenciados para entrevistas de emprego ou para os ajudar a entrar no mercado de trabalho.

“Em dois anos, a Aliança passou de uma iniciativa privada de uma empresa para um amplo movimento social”, diz Luis Cantarell, vice-presidente executivo da Nestlé. “Temos empresas em 23 países da Europa que não só promovem empregos e estágios, mas também trabalham em conjunto com as autoridades e com as escolas no sentido de criar novas oportunidades. Tornámo-nos verdadeiros embaixadores do emprego jovem”.

Ao oferecer uma experiência de trabalho, as empresas querem ajudar os jovens desempregados europeus a romper com aquela que muitos consideram ser ainda razão número um para não ser contratado: a falta de experiência.

Karen Fichuk, presidente da Nielsen, refere que "uma pesquisa entre 1700 jovens revelou que 96% destes acredita que esta iniciativa vai ajudá-los a encontrar um emprego depois dos estudos e 98% recomendaria os estágios a outros jovens. Isto prova que devemos continuar a investir no fortalecimento das relações entre a educação e as empresas".

230 000 novas oportunidades até 2020
No debate sobre a colaboração das empresas e instituições de ensino, que decorreu hoje no Parlamento Europeu, a Nestlé e a Aliança prometeram duplicar os seus esforços e criar 230 000 novas oportunidades para os jovens europeus entre 2017 e 2020.

O evento envolveu a Comissária Europeia para o Emprego, Marianne Thyssen, vários membros do Parlamento Europeu, bem como organizações de juventude, representantes da “Aliança para a Juventude”, das empresas e do setor da educação.

Necessidade de promover sistemas de ensino dual em toda a Europa
Desde 2014, as empresas parceiras na "Aliança para a Juventude” criaram 620 sistemas ensino dual em países como Espanha, Croácia, Polónia ou Itália.

Os sistemas de ensino dual combinam um diploma de ensino superior com a formação profissional e já estão totalmente integrados nos currículos escolares, por exemplo, na Alemanha e na Áustria. O objetivo da Aliança é alargar esta prática ao resto da Europa.

O sucesso da "Aliança para a Juventude" inspirou as empresas a implementar iniciativas de emprego jovem em todo o mundo. Em agosto, a Organização Internacional do Trabalho informou que, após alguns anos de melhoria, o desemprego jovem global deverá aumentar em 2016.