Voltar a As nossas histórias
2 minutos de leitura
A indústria tem muita sede. A seguir à agricultura, é o maior utilizador de água doce em todo o mundo. Aproximadamente 22% da nossa água é utilizada pela indústria, em comparação (pdf, 2 Mb) com 8% nas nossas casas.
Só nos Estados Unidos, o consumo de água industrial é de cerca de 6 mil milhões de litros todos os dias. 

Então como é que se faz uma fábrica de ‘zero água’? 

Tecnologia inovadora 

Quando se trata de economizar recursos naturais, muitas vezes a inovação é a chave. Esse é certamente o caso da fábrica de leite em pó da Nestlé em Lagos de Moreno, no México. 

 

A fábrica inovadora, que abriu em 2014, extrai a água do leite que processa em vez de a ir buscar a uma fonte externa. Ao fazer isso, economiza 1,6 milhões de litros de água por ano, cerca de 15% do total de água utilizada pela Nestlé no México. E a tecnologia que transformou a fábrica mexicana em breve vai economizar ainda mais água noutros sítios. 

Duas fábricas no Brasil foram transformadas em ‘zero água’ e outras quatro preparam-se para o fazer no país até 2018. Planos de evolução semelhantes estão em vigor para instalações na África do Sul, Índia, Paquistão, China e Califórnia.

Um recurso precioso 

Após anos de seca, a Califórnia compreende como é precioso o recurso água. 

Os esforços para reduzir a quantidade de água utilizada na indústria têm importância particular. A Nestlé está a reduzir o consumo de água nas cinco unidades de engarrafamento de água e em quatro instalações de alimentos e produtos para animais de estimação neste Estado. 

Já está em curso o trabalho para transformar a fábrica de leite na cidade de Modesto. Como uma instalação de ‘zero água’, não usará recursos de água doce locais para as suas operações.

 

O projeto de CHF 7 milhões deve economizar cerca de 286 milhões de litros por ano quando estiver concluído em 2018. 

Nas fábricas da Nestlé em Bakersfield e Tulare, estão a ser feitas economias de mais de 98 milhões de litros de água por ano através de medidas de conservação da água. Estas poderão reduzir potencialmente os consumos anuais absolutos das fábricas em 12% em comparação com os níveis de 2014.

Extrair água do leite significa que não temos de usar água subterrânea.

As fábricas de engarrafamento da Nestlé Waters na Califórnia devem economizar 208 milhões de litros de água por ano. É uma redução de quase 8% em comparação com 2014. 

E está em curso o trabalho para implementar a norma Alliance for Water Stewardship em cada uma das fábricas.

Poupança em três passos 

A Nestlé usa uma abordagem em três fases para reduzir a água nas suas fábricas ao redor do mundo. 

Primeiro, os engenheiros procuram maneiras de optimizar os processos de fabrico existentes para reduzir o uso da água. Em segundo lugar, procuram oportunidades para reutilizar a água que já está a ser usada. Na terceira fase, utilizam métodos inovadores para extrair e reciclar a água das matérias primas. A fábrica de ‘zero água’ é um exemplo de inovação da terceira fase. 

Reduzimos 25% do consumo de água desde 2010.

Esta abordagem em três fases foi utilizada em mais de 80 fábricas em todo o mundo, permitindo uma redução global do consumo de água de 25% desde 2010. 

Em toda a Companhia, a Nestlé tem 516 projetos de economia de água nas suas fábricas, economizando 3,7 milhões de m3 de água por ano. Isto é o equivalente a 1500 piscinas olímpicas. 

A organização global de pesquisa World Resources Institute também está a ajudar a Nestlé a economizar água, assegurando que a gestão da água é ambientalmente, socialmente e economicamente benéfica. 

A inovação e a gestão cuidadosa ajudaram a Nestlé a reduzir em um terço o consumo de água nos últimos dez anos. Mas o trabalho nunca está feito. A Companhia revê constantemente o seu uso de recursos e está empenhada em permanecer na vanguarda dos esforços para aumentar a eficiência e reduzir todos os tipos de resíduos sempre que possível.