Voltar a As nossas histórias
3 minutos de leitura

Se bebe alguns dos mais de dois mil milhões de cafés que são bebidos em todo o mundo diariamente, pode muito bem perguntar de onde vem esse café? Como é a vida dos agricultores que o cultivam? Que impacto tem tudo isso no mundo?

Há muita coisa que todos podemos fazer como pessoas para reduzir o impacto que o nosso café tem no ambiente. Comprar um copo reutilizável, reciclar as embalagens e ferver apenas a quantidade de água necessária, tudo isto ajuda. 

E as empresas que fazem o seu café? Como a maior Companhia de café do mundo, a Nestlé compra mais grãos de café do que qualquer outra. Isto significa que pode fazer uma grande diferença e tem uma grande oportunidade de influenciar positivamente.

Aqui estão as 5 formas de o seu café da manhã ter um impacto positivo na Sociedade: 

1. Emprego

A produção de café emprega milhões de pessoas em todo o mundo. A colheita sustenta meios de subsistência, paga propinas escolares e alimenta famílias em muitas áreas onde existem as maiores necessidades.

Mas não se pode dar como certo o futuro da indústria do café. As alterações climáticas, as doenças das culturas, as técnicas agrícolas fracas e a migração em massa das regiões agrícolas para as cidades, todas elas ameaçam o seu futuro. 

Certificar-se de que há emprego no futuro não é simplesmente ajudar os agricultores a cultivar mais café a curto prazo. Trata-se de tornar a agricultura do café um trabalho de que as pessoas se podem orgulhar – um trabalho que os seus filhos vão querer dar continuidade. 

 

Trata-se de formar mais de 10.000 produtores de café por ano em métodos de agricultura sustentável que lhes darão melhores plantações e maiores rendimentos. Trata-se de um genuíno compromisso de ajudar a longo prazo. 

2. Igualdade de direitos 

A agricultura do café é vista em muitas partes do mundo como um trabalho para homens, mas não tem de o ser. No Quénia, por exemplo, há mulheres agricultoras de café, mas nem sempre têm a oportunidade de serem líderes dentro da indústria. 

É por isso que foi criado um programa de formação sobre género e juventude da Nestlé. 

O programa forma mulheres das cooperativas de produção de café para se tornarem "agricultoras promotoras". É-lhes ensinado tudo, desde a produção de café até à liderança e educação em saúde. Partilham então esse conhecimento e aptidões com as suas comunidades para educar os seus pares.

 

Os resultados mostraram que um número significativo de mulheres aderiu à cultura do café. Nos três primeiros anos, a formação levou a um aumento médio de 83% do rendimento das mulheres promotoras.

 3. Redução da pobreza

Os produtores de café são altamente dependentes do preço da matéria-prima no mercado mundial. As flutuações podem tornar difícil para eles investir na cultura do ano seguinte. No passado, quedas acentuadas do preço do café levaram muitos pequenos agricultores à falência. 

Ao ajudar os produtores de café a melhorar a eficiência, a reduzir custos e a melhorar a qualidade da sua cultura, são menos afetados pelas flutuações de preços.

Por exemplo, nas Filipinas, Nescafé tem em curso programas de conservação de solos e água em plantações de café em toda a região, que estão a revelar-se especialmente benéficos durante os meses secos do ano.

 

O programa tem como objetivo incentivar os produtores de café a cultivar a planta Jatropha Curcas, conhecida localmente por “tuba-tuba”, como uma cultura secundária. Como uma boa fonte de glicerol e biodiesel, a Jatropha Curcas pode fornecer rendimento adicional ao mesmo tempo que também impede a erosão dos solos.

Disponibilizar planos de microfinanciamento aos agricultores também os ajuda a planear com antecedência. Significa não ter de esperar por um "bom" ano para investir no futuro. 

Projetos para melhorar a educação, saúde pública e abastecimento de água nas regiões produtoras de café também estão a ajudar a reduzir a pobreza.

 4. Meio ambiente 

Nas últimas décadas, a preocupação com os efeitos da produção de café no ambiente e na economia dos países em desenvolvimento tem impulsionado o crescimento do café sustentável. 

Sustentabilidade - a capacidade de um ambiente ou de um sistema permanecer diversificado e produtivo durante um longo período - depende de muitos fatores. 

Nescafé promove a agricultura sustentável formando os agricultores sobre como conservar água e como limpar e reciclar a água utilizada no processo de moagem.

A Rainforest Alliance é uma organização não-governamental que trabalha para conservar a biodiversidade e assegurar meios de subsistência sustentáveis. Sustainable Agriculture Network é um grupo de organizações que encoraja o desenvolvimento rural e a biodiversidade. 

 

Ao abrigo do Nescafé Plan, especialistas agrícolas experientes de ambos os grupos têm estado a trabalhar com a marca Nescafé para incorporar métodos científicos modernos na sabedoria tradicional dos agricultores. Isto ajuda os agricultores a conservar recursos naturais, proteger ecossistemas e melhorar a qualidade e diversificar.

Foi para isso que foi desenvolvido o Nescafé Plan. É um compromisso de investir mais de CHF 260 milhões em projetos de café ao nível mundial entre 2010 e 2020, para ajudar a apoiar a sustentabilidade a longo prazo da produção de café.

 5. Futuras colheitas

Quando as árvores de café envelhecem, o número de feijões que produzem diminui e tornam-se vulneráveis às doenças. 

Na Colômbia, por exemplo, uma doença chamada ferrugem das folhas afetou as plantações de café nos últimos anos, tendo um impacto bastante negativo na qualidade e na produtividade dessas árvores.

É por isso que Nescafé está a trabalhar na Colômbia com a Federação Colombiana dos Produtores de Café para melhorar as reservas de árvores dos agricultores.

A Nestlé forneceu aos agricultores colombianos 28 milhões de novas árvores de elevada qualidade, resistentes à ferrugem das folhas. São fornecidas gratuitamente e sem obrigação de vender o café à marca Nescafé.


 

Estas árvores, cultivadas a partir de sementes em viveiros locais, são mais produtivas, aumentando os rendimentos dos agricultores e a segurança no futuro, ajudando a garantir colheitas de alta qualidade. Globalmente, mais de 4.400 hectares de plantações de café foram renovados com árvores resistentes à ferrugem. 

Há muitas razões para gostar das questões em torno do café e há muita coisa boa que a produção de café pode fazer. Por todas estas razões, enquanto aprecia o seu café da manhã fique descansado porque não é o único a beneficiar dele.