Medindo o mais importante para encarar os desafios que nos esperam

24 Mar, 2015


O que é mais importante para si quando compra um produto? Provavelmente será a sua qualidade: se é corretamente confecionado, se cumpre o seu propósito, se é seguro de adquirir? Talvez queira saber mais sobre a forma como é produzido: se os materiais usados são de fontes responsáveis, se as pessoas que contribuíram para a sua produção não sofrem de exploração laboral?

Atualmente, uma Companhia de sucesso não pode ignorar a opinião que o exterior tem sobre si, tem que saber ouvir os seus críticos e relacionar-se com estes. Os órgãos intergovernamentais, os investidores socialmente responsáveis, as Organizações Não Governamentais (ONG) e os líderes de opinião realizam análises minuciosas e relevantes acerca das atividades desenvolvidas pelas empresas e os seus impactos. Por outro lado, as redes sociais expõem o mundo das empresas e informam os variados públicos até ao mais pequeno detalhe, algo que era impossível décadas atrás.

Dar prioridade

Tendo os Stakeholders áreas específicas de interesse, e as suas próprias ideias sobre aquilo que é importante, surgem desafios sobre quais os elementos que devem receber prioridade.

Como forma de ter uma melhor perspetiva a Nestlé desenvolve todos os anos uma Matriz de Materialidade na qual insere os desafios económicos, sociais e ambientais que têm um maior interesse para os Stakeholders e o seu impacto na reputação, operações e finanças da Empresa.

Depois de realizada uma consulta extensiva, tanto nas partes integrantes da Empresa como com os Stakeholders, os desafios mais importantes que forem identificados são colocados num quadro com uma posição relativa, dependendo do grau de preocupação para os Stakeholders e o potencial impacto no negócio da Nestlé.

Matriz de Materialidade


A análise irá verificar onde se situa o maior impacto financeiro, operacional e da reputação na cadeia de valor da Nestlé.



Janet Voute, Head of Public Affairs da Nestlé, acredita que esta matriz não é apenas importante para as audiências no seu geral, mas também para a comunidade financeira. “Se é um investidor socialmente responsável vai querer saber se a empresa é bem gerida e se compreende os riscos sociais e o seu impacto no negócio.”, refere.

Oportunidades

A nova matriz, que irá ser publicada no relatório completo “Nestlé na Sociedade 2014: Criação de Valor Partilhado” dá ênfase à prioridade de tanto a Nestlé como os seus Stakeholders terem que agir em desafios globais como a sob e subnutrição e a proteção da água.

Salienta também a preocupação dos Stakeholders relativamente às alterações climáticas, património natural e direitos humanos, bem como o aumento da compreensão, por parte da Nestlé, sobre potenciais impactos no negócio (riscos e oportunidades) de tais temas, incluindo o bem-estar animal e os desperdícios alimentares.

Todas estas questões não representam apenas desafios estratégicos e operacionais, mas poderão ser também oportunidades comerciais.

Por exemplo, garantir a segurança alimentar na cadeia de fornecimento global representa um custo, requer investimento em investigação e monitorização para garantir que os produtos são seguros, mas também é uma oportunidade na medida em que as marcas constroem a sua reputação através da confiança, segurança e boa qualidade que apresentam no mercado.

A Nestlé tem o conhecimento, as capacidades e a dimensão para conseguir contribuir com soluções para os maiores desafios que o mundo enfrenta. Sendo que a empresa aumentará também as suas receitas caso estes problemas sejam resolvidos.

A crescente escassez de água em todo o mundo pode comprometer esse potencial de crescimento, pois tem um impacto direto na produção dos produtos, quer seja na disponibilidade de matérias-primas ou até mesmo nas restrições de acesso à água para a produção. Tudo isto faz com que a água seja apontada como um dos temas de maior foco para a Nestlé.

Construção de confiança

Matriz de Materialidade ajuda a garantir que as decisões sejam tomadas tendo em conta aquilo que é apresentado no Relatório “Nestlé na Sociedade 2014: Criação de Valor Partilhado”, e que o documento vai ao encontro das diferentes necessidades dos Stakeholders sobre as diferentes atividades da Empresa.

Garante que as ações da Nestlé e as consequências de tais ações estejam visíveis, ajudando a Empresa a manter-se ligada com os diferentes Stakeholders, mostrando transparência e construindo confiança.

Ajuda a enquadrar os 38 compromissos a que a Nestlé se propõe publicamente, que servem de guia para a gestão das diferentes áreas de negócio da Empresa e nos esforços coletivos na criação de valor partilhado para os seus Shareholders e para a Sociedade.

A Nestlé reconhece que são necessárias evidências quantificadas para demonstrar o valor da ligação entre a performance da Empresa e os seus impactos sociais, e que existe todo um trabalho dentro da sua estrutura para tal.

O grande desafio, segundo o Chairman da Nestlé Peter Brabeck Letmathe e o Chief Executive Officer Paul Bulcke, “é encontrar um método consistente para medir o valor do negócio na Criação de Valor Partilhado, não só no que se refere às atividades, mas também na avaliação dos impactos sociais.”

Links relacionados

Criação de Valor Partilhado
http://www.empresa.nestle.pt/criacaodevalorpartilhado

Criação de Valor Partilhado: Matriz de Materialidade
http://www.nestle.com/csv/what-is-csv/materiality

Nestlé na Sociedade 2014: Criação de Valor Partilhado
http://www.empresa.nestle.pt/media/newsandfeatures/nestl-publica-o-seu-relatrio-nestl-na-sociedade-2014

Histórias relacionadas

Nestlé mantém elevada classificação em 2014 no Índice de Sustentabilidade Dow Jones
http://www.nestle.com/media/news/nestle-ranking-2014-dow-jones-sustainability-index

Em que pensamos quando pensamos em alimentação
http://www.nestle.com/media/news/nestle-italy-food-reputation-map

Nestlé no top do relatório sobre responsabilidade social corporativa
http://www.nestle.com/media/newsandfeatures/kpmg-corporate-social-responsibility