Resultados do primeiro semestre 2014, Nestlé S.A

VoltarLisboa,Ago 7, 2014

Crescimento orgânico de 4,7% em ambiente de negócios volátil - programa de recompra de CHF 8 biliões

• Vendas de CHF 43 biliões, representando um crescimento orgânico de 4,7% e um crescimento real de 2,9%.
• A força do Franco Suíço impactou as vendas em -8,8%.
• Lucro operacional atual de 15% (-10 pontos-base); 30 pontos base a câmbios constantes.
• Lucro recorrente por ação até 3,6% a câmbios constantes.
• Programa de recompra de CHF 8 biliões.
• O outlook 2014 confirmou: crescimento orgânico de cerca de 5% com melhoria nas margens, o lucro por ação recorrente a taxas de câmbio e custos de capital constantes.

Paul Bulcke, CEO da Nestlé: "Conseguimos um crescimento orgânico sólido e de base geral, impulsionado pelo crescimento real interno e pelo ajuste de preços num ambiente de negócios que continua a ser muito volátil. Mantemos um crescimento dinâmico através da inovação, do aumento do suporte às nossas marcas e com foco em ganhos de eficiência. A criação do Nestlé Skin Health, com o negócio da Galderma, ampliou o âmbito da nossa estratégia de Nutrição, Saúde e Bem-Estar e reforçamos a visão estratégica de longo prazo para melhorar a qualidade de vida das pessoas, através da inovação de base científica. Planeamos lançar um programa de recompra de ações de CHF 8 biliões, que começará este ano e continuará em 2015, oferecendo retornos competitivos adicionais para os nossos acionistas. O desempenho do primeiro semestre permite-nos confirmar o nosso outlook para o ano: Crescimento orgânico de cerca de 5% e melhoria nas margens, o lucro por ação recorrente a taxas de câmbio e do custo de capital constantes."

Os resultados do Grupo no primeiro semestre de 2014

No primeiro semestre, o Grupo obteve um crescimento orgânico de 4,7%, composto por 2,9% de crescimento real e por um ajuste de preços de 1,8%. As vendas totais somaram CHF 43 biliões. O Franco Suíço forte continuou a ter um impacto substancial negativo (-8,8%) e depois de desinvestimentos, líquido de aquisições (-0,7%), o total de vendas diminuiu 4,8%.

• O lucro operacional do Grupo atingiu CHF 6,4 biliões. A margem de lucro operacional foi de 15,0% (-10 bps), 30 bps a câmbios constantes.
• O custo das mercadorias vendidas aumentou 20 pontos base, refletindo o aumento do custo das matérias-primas, particularmente no setor de laticínios.
• Os custos totais de marketing e administrativos decresceram 30 pontos base, refletindo eficiências. Ao mesmo tempo, continuamos a reforçar o apoio às nossas marcas, aumentando os gastos com marketing de consumo a taxas de câmbio constantes.
• O lucro líquido diminuiu para CHF 4.6 biliões, os ganhos publicados por ação foram de CHF 1,45, ambos afetados por um forte Franco Suíço. Os ganhos por ação subjacentes a câmbios constantes aumentaram 3,6%.
• O fluxo de caixa operacional totalizou CHF 4,3 biliões. O capital circulante permanece uma área de focus e continuamos a reduzir o seu percentual na área de vendas.

Progresso do negócio

• O crescimento orgânico do grupo Nestlé foi num modo geral: 4,9% nas Américas, 1,4% na Europa e 7,5% na Ásia, Oceânia e África. Globalmente, os nossos negócios nos mercados desenvolvidos cresceram 0,6%, enquanto os mercados emergentes subiram 9,7%.
• O crescimento real foi de 2,4% nas Américas, 2,3% na Europa e 4,2% na Ásia, Oceânia e África.
• A recente criação do Nestlé Skin Health, com a nossa Galderma, fortalece a nossa ambição estratégica de longo prazo em sermos líderes em Nutrição, Saúde e Bem-Estar. Isto além de outras plataformas de valor agregado, de crescimento da nossa carteira, incluindo o Nestlé Health Science, criado há três anos para estimular a inovação no campo da nutrição personalizada. O Nestlé Skin Health foi reforçado pela aquisição dos direitos exclusivos para comercializar vários produtos-chave na dermatologia cosmética nos Estados Unidos e no Canadá.

Zona Europa

Vendas de CHF 7,3 biliões, 0,6% de crescimento orgânico, crescimento real de 2,0%; margem operacional de 14,8%, -10 pontos base.

• A zona tem registado um crescimento orgânico positivo, impulsionado pelo forte crescimento de volume num ambiente deflacionário em que a confiança do consumidor continua frágil.
• A Inovação e “Premiumisação” continuaram a apoiar o crescimento. Nescafé Dolce Gusto tem um bom desempenho em toda a Zona e ganhou quota de mercado. No segmento de pizzas congeladas verificámos um crescimento das pizzas Wagner e Buitoni e também de Nescafé Gold em café solúvel. A área de chocolates foi ajudada por uma Páscoa tardia e os produtos culinários tiveram um bom desempenho em molhos, sopas, em Maggi Papyrus e em snacking noodles. O crescimento contínuo de produtos para animais foi liderado por Felix single serve, Purina ONE comida de gato e snacks.
• Na Europa Ocidental, a região Ibérica apresentou sinais de recuperação entregando um crescimento positivo. Havia boas atuações na Suíça, Países Baixos e Áustria, e uma melhoria na França, Itália e Alemanha.
• A Europa Central e Oriental recuperou RIG com uma aceleração na Polónia e na República Checa. A Rússia continuou a apresentar um bom crescimento, especialmente em gelados e em Nescafé Dolce Gusto e KitKat. A Ucrânia mostrou-se resiliente na entrega de crescimento, apesar da crise política e um difícil começo de ano.
• A margem operacional diminuiu ligeiramente, devido a perda de bens, que não foram totalmente compensados por menores custos de reestruturação e outras despesas.

Consulte o Comunicado de Imprensa integral em www.nestle.com