Nestlé vai reduzir 18 mil toneladas de açúcar nos seus produtos em toda a Europa até 2020

VoltarFev 23, 2017

A Nestlé comprometeu-se a reduzir pelo menos 18 mil toneladas de açúcar nos produtos alimentares que disponibiliza no mercado Europeu, até 2020, o que equivalerá a uma redução de 5% de açúcar, em relação aos valores atuais, no portefólio da marca no nosso continente. A Nestlé pretende apoiar a Comissão Europeia e os Estados Membros que estão a desenvolver planos de ação na otimização nutricional dos produtos alimentares até final do ano. A redução dos níveis de açúcar é uma promessa que faz parte de um vasto leque de compromissos globais que a Nestlé vai anunciar no próximo dia 7 de março.


Veja aqui o Infográfico

Este compromisso foi anunciado pela Companhia numa conferência realizada ontem em Malta sobre Obesidade Infantil, organizada pela Comissão Europeia. Numa mensagem em vídeo, Marco Settembri, Vice-presidente Executivo da Nestlé e Diretor para a Zona EMENA (Europa, Médio Oriente e Norte de África), salientou a importância da alimentação saudável: “Quando uma em três crianças tem excesso de peso ou é obesa, é evidente que temos de fazer mais para oferecer escolhas mais saudáveis e ajudar a promover um estilo de vida ativo.”

Há muitos anos que a Nestlé tem vindo a investir no desenvolvimento e na criação de produtos mais saudáveis e saborosos, removendo açúcar, sal e gorduras, e adicionando nutrientes integrais. Nos últimos três anos, por exemplo, a Nestlé cortou 11.300 toneladas de açúcar nos seus produtos comercializados na Europa.

A empresa anunciou ainda, recentemente, uma nova fórmula de NESQUIK em pó com apenas 3,4 g de adição de açúcar por dose, em comparação com os 10,6 g da versão standard. No âmbito deste trabalho de investigação, a Nestlé declarou também ter encontrado uma forma diferente de “estruturar” o açúcar que vai permitir uma redução significativa dos níveis deste ingrediente em produtos de confeitaria sem alterar o sabor natural. De acordo com Marco Settembri, o principal desafio é que todos se envolvam neste processo de transformação de sabores: “Os produtos da Nestlé representam apenas uma pequena percentagem dos produtos alimentares nas prateleiras. Se queremos educar as preferências dos consumidores, precisamos que toda a indústria, incluindo as marcas próprias, participe neste desígnio.”

A Comissão Europeia e os Estados Membros concordaram em desenvolver, até ao final de 2017, planos de ação a nível nacional para reduzir a adição de açúcares nos produtos alimentares. Vários países da União Europeia (UE) já se encontram a implementar iniciativas locais, mas a Nestlé desafia a uma maior coordenação da UE para o desenvolvimento de uma política nutricional. Deste modo, “irá estimular a inovação e criar condições para um futuro mais saudável para a Europa”, de acordo com o Vice-presidente Executivo da Nestlé.

Mais informações:
Conteúdos online: Compromissos nutricionais da Nestlé: http://www.nestle.com/csv/nutrition 

IMPORTANTE: Esta informação será atualizada com os novos compromissos até 2020 em março de 2017. Novidades Nestlé sobre “reestruturação do açúcar”: http://www.nestle.com/media/news/nestle-research-discovery-sugar-reduction

YouTube
Mensagem Vídeo de Marco Settembri no evento em Malta sobre Obesidade Infantil (22/2/2017): https://youtu.be/A1zhJ5lyAs0

Mensagem curta de Marco Settembri https://youtu.be/Z7FOotbZNu4

Twitter
@Nestlept
@NestleEU