Crianças aprendem a comer bem e nas quantidades certas de forma divertida

Projeto-piloto Jogos Nestlé Crianças Saudáveis envolvendo 1266 crianças do pré-escolar e 1º ciclo

Voltar13 Out, 2016

Implementado junto de 56 turmas do pré-escolar e 1º ciclo no ano letivo de 2015/16, o projeto-piloto JOGOS Nestlé Crianças Saudáveis consistiu na realização de sessões lúdico-pedagógicas com o objetivo de avaliar e promover de forma prática o conhecimento das crianças sobre alimentação saudável, transmitindo conceitos complementares ao plano curricular como por exemplo “quantidades e porções”.

Do total das 1266 crianças envolvidas nesta iniciativa, foram inquiridas (no início e no final do projeto) 885 alunos – os que tinham idade suficiente para compreender/responder o/ao questionário escrito. Os resultados revelam uma evolução bastante positiva da perceção deste universo sobre o que são alimentos saudáveis e refeições nutricionalmente completas/equilibradas, como refletem nas seguintes conclusões,

Principais resultados
- No momento do pequeno-almoço registou-se: (a)uma redução do consumo de leite com chocolate (- 10%) e um aumento do consumo de leite simples (+ 8%); (b) uma redução significativa no consumo de bolos (de 9% para 5%) e aumento significativo no consumo de fruta (de 26% para 33%);

- Houve um aumento do número de crianças que identificaram a água como bebida que deve acompanhar as refeições (de 88% para 93%) reduzindo a 0 o número de crianças que escolheram sumos ou refrigerantes;

- Ainda no que diz respeito ao consumo de bolos, do total de 188 crianças que na fase inicial do inquérito tinham escolhido as opções “todos os dias”, “duas vezes por semana” ou “quatro vezes por semana” como o número de vezes por semana que deviam comer bolos, 73% alterou a sua resposta para a opção “em dias especiais”.

- Já quando questionadas sobre o número de peças de frutas que deveriam consumir por dia, numa fase inicial 391 crianças optaram pelas respostas i) 0 a 1 ou ii) 1 a duas. Destas, na fase final do projeto, 54% mudou a sua opinião para 3 a 5.

- E porque também é importante assimilar a importância dos hidratos de carbono na alimentação, foi questionado a este grupo qual deveria ser a quantidade de colheres (sopa) de arroz que deviam comer à refeição, ao que apenas 29% das crianças respondeu numa fase inicial “três colheres”, tendo o número de respostas corretas subido para os 67% no final do projeto.

- Compostas por atividades várias, o projeto-piloto Jogos Nestlé Crianças Saudáveis apresentou ainda a todas as crianças quatro hipóteses de tabuleiros de refeição com as mais variadas conjugações de alimentos, pedindo-lhes para identificaram qual deles equivalia à refeição mais completa/equilibrada. As respostas demonstram que entre o primeiro momento do inquérito e o final houve uma evolução muito positiva na percentagem de alunos que identifica o tabuleiro correto, de 77% para 94%.

Conteúdos importantes e complementares aos programas escolares
Já para 89% dos cerca de 63 professores envolvidos, este projeto ajudou à aquisição por parte dos alunos de conhecimentos que não estão previstos no plano curricular, destacando o tema “quantidades e porções” como um dos mais relevantes.

Para Ana Leonor Perdigão, nutricionista da Nestlé e responsável técnica pela iniciativa, “Este projeto serviu para validarmos a forma mais eficaz de transmitir conhecimentos nutricionais essenciais a crianças em idade bem precoce. A ideia é promover bons comportamentos - quer a nível da qualidade mas também da quantidade da alimentação - e contribuir para a inversão dos números preocupantes de obesidade infantil que se registam em Portugal bem como para o bem-estar e a qualidade de vida das novas gerações. Este é um trabalho que tem de ser iniciado muito desde muito cedo e o projeto Jogos Nestlé Crianças Saudáveis surge nesse sentido”.

Este projeto-piloto foi realizado no âmbito do programa educativo “Nestlé Crianças Saudáveis”, implementado em 1999 pela Nestlé Portugal em parceria com a Direção Geral da Educação do Ministério da Educação e Ciência, tem como objetivo sensibilizar alunos, professores e famílias de todo o país, para o impacto de uma alimentação equilibrada e práticas saudáveis no bem-estar físico e mental da criança e no seu desempenho cognitivo, benefícios que se prolongam até à fase adulta.”.

Só em 2015-2016 o Nestlé Crianças Saudáveis esteve presente em mais de 1.300 escolas a nível nacional chegando a cerca de 500.000 alunos, entre os 4 e os 12 anos. Há 17 anos, que a iniciativa se orgulha de incentivar crianças e jovens, professores e comunidades a comer melhor para viver melhor. O programa Nestlé Crianças Saudáveis enquadra-se nos Compromissos Nutricionais da Nestlé, como reflexo prático de uma iniciativa no pilar da Educação, ao qual se juntam o pilar dos Produtos e da Informação ao Consumidor. ”.

Amostra representativa do Projeto-Piloto na área metropolitana de Lisboa “Jogos Nestlé Crianças Saudáveis” ”.

 

- A idade dos inquiridos varia entre os 4 e os 12 anos

-  Das 885 crianças inquiridas 436 (49,3%) são do sexo feminino, enquanto 449 (50,7%) são do sexo masculino