Cápsulas de café são transformadas em arroz: Nespresso doa mais de 1 milhão de refeições ao Banco Alimentar

Voltar

Lisboa

,
Nov 28, 2012

  • Reciclar é Alimentar‟ celebra o seu 3º Aniversário com a entrega 66 toneladas de arroz ao Banco Alimentar, que se traduzem em mais de 1 milhão de refeições para os portugueses mais carenciados;
  • Este é um projeto 100% português, com parceiros nacionais, destinado a ajudar os portugueses mais carenciados;
  • O projeto é já um case study de Reciclagem, Sustentabilidade e Responsabilidade Social, tendo sido adotado também em Espanha.

A Nespresso, marca líder de café premium em cápsulas, está a assinalar o 3º aniversário do projeto „Reciclar é Alimentar‟, um programa criado na íntegra pela Nespresso Portugal em 2010 e que hoje entregou mais de 1 milhão de refeições ao Banco Alimentar Contra a Fome.

„Reciclar é Alimentar‟ consiste na recolha das cápsulas Nespresso para reciclagem e consequente aproveitamento da borra do café (resultante do processo de separação do alumínio das cápsulas). Esta borra de café é posteriormente integrada num composto agrícola, utilizado para fertilizar terrenos de arroz localizados no Alentejo, sendo posteriormente processado, controlado e embalado pela Novarroz, para posterior doação ao Banco Alimentar Contra a Fome.

“Este resultado ímpar não seria possível sem a adesão massiva dos nossos Club Members à reciclagem de cápsulas Nespresso. Este ano conseguimos, uma vez mais, superar todas as expectativas e alcançar as 66 toneladas de arroz que hoje, orgulhosamente, entregámos ao Banco Alimentar Contra a Fome.”, refere Francisco Nogueira, Market Director da Nespresso em Portugal. „Reciclar é Alimentar‟ é um projeto de Sustentabilidade e Responsabilidade Social, 100% português, desenvolvido com parceiros nacionais e destinado a ajudar os portugueses mais carenciados. Inserido no programa de sustentabilidade da Nespresso, designado Ecolaboration TM , „Reciclar é Alimentar‟ é já um case study, tendo sido adotado desde 2011 pela Nespresso Espanha. No total dos três anos, este projeto já permitiu angariar cerca de 123 toneladas de arroz, o que representa cerca de 2,5 milhões de refeições atribuídas à organização liderada por Isabel Jonet. “Estamos muito orgulhosos desta parceria desta iniciativa que tão bem alia a contribuição empresarial à contribuição individual. Quantas mais cápsulas Nespresso as pessoas reciclarem, mais contribuem, diretamente, para a produção de arroz e para ajudar o Banco Alimentar Contra a Fome. O projeto ‘Reciclar é Alimentar’ é diferenciador por ser simultaneamente ambiental e social.”, acrescenta a Presidente do Banco Alimentar Contra a Fome.

Este projeto, em que a reciclagem assume o principal papel, é fruto de um grande investimento no desenvolvimento de um sistema próprio de reciclagem de cápsulas e no estabelecimento de uma série de parcerias locais que potenciam o programa. Atualmente, a Nespresso conta com mais de 250 pontos de recolha de cápsulas usadas em Portugal Continental e Ilhas, disponíveis nas Boutiques da marca e nos Pontos de Venda Parceiros.

Na génese deste programa, e de toda a atividade da Nespresso, está a criação de valor partilhado, no contexto do Nestlé Shared Value, que incentiva a criação de valor não apenas para a empresa, mas também para as comunidades com que esta se relaciona.

Mais sobre o programa de Sustentabilidade Ecolaboration TM

„Reciclar é Alimentar‟ está integrado no programa de sustentabilidade da marca – Ecolaboration TM - projeto para o qual a Nespresso estipulou três objetivos para cumprir até 2013:

  • Obter 80% do seu café a partir do Programa AAA Sustainable Quality;
  • Implementar sistemas que permitam triplicar a capacidade de reciclar cápsulas usadas em 75% (por quantidade global);
  • Reduzir em 20% a pegada de carbono por chávena decorrente do conjunto da sua atividade.

Este ano, a Nespresso conseguiu alcançar uma importante meta no seu compromisso com a sustentabilidade das suas cápsulas usadas, um ano antes do previsto: a marca alcançou já o objetivo estipulado para a capacidade de reciclagem de cápsulas de 75%, ultrapassando-o.

Quem atesta este resultado é o Bureau Veritas – líder mundial em avaliação de conformidade e certificação – que certificou esta capacidade de reciclagem em todo o mundo. A 30 de junho de 2012, a capacidade mundial oficial era de 76,4%, superando o seu compromisso inicial de capacidade tripla.

Para obter mais informações por favor aceda a www.ecolaboration.com