Voltar a As nossas histórias
2 minutos de leitura
Comfort Dorkutso conhece bem o trabalho difícil. Para ajudar a sustentar a sua família, foi forçada a deixar a escola para encontrar trabalho. O único emprego disponível na altura era trabalhar como cobradora de impostos, porta a porta. Não é um trabalho fácil e recebia menos de CHF 2 por dia.
Comfort sabe que o seu árduo trabalho vai ser recompensado

Em 2013, Comfort ouviu falar de uma nova oportunidade. Tinha visto os vendedores de café típicos de Accra a caminharem aos ziguezagues através da multidão. Estes vendedores destacavam-se pelas suas t-shirts vermelhas brilhantes enquanto vendiam Nescafé num copo aos lojistas, aos compradores e até mesmo aos motoristas que circulavam no trânsito. 

O que ela não tinha percebido era que muitos desses vendedores eram proprietários de pequenas empresas, trabalhando arduamente para gerar o seu próprio rendimento e fazer crescer as suas empresas. Soube instantaneamente que era isso que queria fazer. 

Como vendedora de rua, a Comfort ganha agora cerca de CHF 200 por mês. Não só é capaz de alugar um pequeno apartamento para si própria, como também está a ajudar os seus irmãos e ainda a sua sobrinha. A esta jovem empreendedora não falta visão, compreendendo que o seu trabalho duro vai ser recompensado. "Estou ansiosa por economizar dinheiro para construir a minha própria loja", diz ela, orgulhosa.

Independência financeira 

O programa “My Own Business” – conhecido localmente como MYOWBU – incentiva as pessoas da África Central e Ocidental a desenvolverem uma carreira e a ganharem independência financeira. A iniciativa, liderada pela unidade de negócio Fora do Lar - Nestlé Professional, está a ajudar a proporcionar a milhares de pessoas a oportunidade de dirigirem os seus próprios negócios de venda ambulante, empregando e gerindo os seus próprios vendedores ambulantes.

MYOWBU incentiva os jovens a desenvolverem uma carreira e a ganharem independência financeira

A todos os vendedores é fornecido Nescafé, copos, termos e um outro kit necessário para vender café na rua. Vendem e ficam com uma parte dos lucros. 

Se um vendedor se quiser tornar um operador, Nescafé forma-o em vendas, gestão, higiene, qualidade e segurança. A Nestlé também ajuda as pessoas a encontrarem áreas de cozinha adequadas com uma fonte limpa e segura de água a ferver para gerir o seu negócio. Os operadores recrutam então mais vendedores da sua comunidade, estabelecem metas e horários de trabalho, gerem pagamentos, garantem a segurança do produto e fazem a manutenção do equipamento. 

Todos os operadores e vendedores de Nescafé construíram uma carteira de clientes fiéis na sua área e tornaram-se grandes embaixadores da marca.

Oportunidades de mudança de vida 

De acordo com o relatório sobre o Desemprego Jovem Global das Nações Unidas, 11% dos jovens que vivem na África Subsariana estavam desempregados em 2016 e espera-se que este número aumente. 

O programa MYOWBU já ajudou mais de 4.500 jovens a começarem as suas próprias microempresas. Destes, quase 1.000 são mulheres.

Chrystèle é dona de um negócio próspero com 35 vendedores

Para Chrystèle Esso dos Camarões, tem sido uma experiência de mudança de vida. Depois de deixar a escola, Chrystèle trabalhou como assistente social na sua comunidade local, mas não era remunerada. Em 2013, decidiu começar a sua pequena loja de café e alguns meses depois aderiu ao programa MYOWBU. 

Hoje, Chrystèle é dona de um negócio próspero com 35 vendedores em que cada um leva para casa um rendimento médio de CHF 130 por mês. 

"Ajudou-me realmente a tornar-me mais disciplinada e mais madura na forma como faço a gestão do meu negócio", diz Chrytèle. "Os meus operadores dependem dos seus empregos para cuidarem das suas famílias. Também sou mais feliz porque gosto do que faço."