Voltar a As nossas histórias
3 minutos de leitura

"Atualmente, há desafios na indústria do leite. Nem tudo é doçura e luminosidade". George Brown, ao que parece, é dado a eufemismos.

O rebanho do agricultor de 25 anos pasta em algumas das paisagens mais deslumbrantes da Grã-Bretanha. As pastagens de Cairnhead Farm no Eden Valley em Cumbria são o lar de mais de 400 vacas, que produzem mais de 2 milhões de litros de leite por ano. 

Mas nem o ambiente bucólico nem a aparência jovem do senhor Brown podem esconder o facto de já ter experimentado algumas das lutas familiares dos produtores de leite do Reino Unido.

+60%
dos produtores de leite do país deixaram o negócio nos últimos 20 anos.

Mais de 60% dos produtores de leite do país deixaram o negócio nos últimos 20 anos. Uma grande parte do motivo: ao longo dessas duas décadas, o preço médio de meio litro de leite aumentou menos de um cêntimo no supermercado. 

Doçura e luminosidade, certamente não é. 

É por isso que é vital que a indústria de alimentação e bebidas apoie os seus jovens agricultores mais promissores - a próxima geração que a vai conduzir através destes tempos difíceis.

Perspectiva positiva

Espalhando otimismo e energia, George Brown encaixa-se certamente nessa categoria. Embora saiba que a vida na indústria do leite não é fácil, acredita que ainda tem muito para oferecer. 

 "As aptidões necessárias são muito mais amplas do que costumavam ser, os aspectos académicos e técnicos são essenciais. A agricultura mudou e os antigos estereótipos já não são verdadeiros. Há carreiras fantásticas a ter em conta na agricultura." 

A ajudá-lo a enfrentar o desafio está o Next Generation Dairy Leaders Programme. O programa, desenvolvido pela Nestlé e pela First Milk, visa identificar, cultivar e desenvolver a próxima geração de líderes da indústria do leite. São os chamados empreendedores agrícolas cujo pensamento inovador e visão vão ajudar a moldar a indústria para as próximas décadas. 

A agricultura mudou e os antigos estereótipos já não são verdadeiros. Há carreiras fantásticas a ter em conta na agricultura  George Brown, Agricultor

O programa de dois anos concentra-se num pequeno grupo de jovens agricultores mais dinâmicos dentro da cooperativa First Milk, cujos rebanhos abastecem as fábricas da Nestlé em Girvan, na Escócia e Dalston, em Cumbria. 

Experiência prática

O programa Next Generation forma jovens agricultores sobre a política da indústria do leite, gestão agrícola avançada, gestão financeira e comunicação eficaz. Tudo isto ajuda os agricultores do futuro a construírem as ferramentas práticas e a confiança para darem um passo em frente e assumir a liderança. 

 

Os agricultores deste programa também visitaram as fábricas da Nestlé e os retalhistas para aprenderem sobre a cadeia de abastecimento. Um jovem agricultor até ganhou uma competição para visitar a Austrália e aprender mais sobre a indústria do leite local. 

Uma perspetiva melhor

George Brown, cujo leite que produz fornece a fábrica da Nestlé em Dalston, diz que o programa lhe deu um melhor entendimento sobre como o seu rebanho pode produzir matéria-prima da mais alta qualidade enquanto permanece tão competitivo quanto possível. 

 

"É muito fácil quando se está na quinta estar focado no que as vacas estão a fazer, o que a erva está a fazer e se está sol. O programa ajuda a colocar tudo em perspetiva e dá uma visão mais abrangente. A Nestlé ajuda a concentrarmo-nos no que podemos fazer para nos ajudarmos a nós próprios e eliminar as nossas ineficiências."

Agricultura sustentável

O programa faz parte da parceria a longo prazo da Nestlé com a First Milk para melhorar a sustentabilidade das suas explorações e desenvolver uma cadeia de abastecimento mais sustentável e eficiente com menor impacto ambiental. 

"Esta iniciativa é ainda mais importante ao ter lugar, como tem, num contexto extremamente desafiante para os agricultores do Reino Unido", diz Mike Gallacher, CEO da First Milk. "É fundamental que os nossos futuros agricultores tenham a melhor formação e desenvolvimento possível para que possam preparar e competir no que será um futuro cada vez mais global e competitivo". 

Esta iniciativa é ainda mais importante ao ter lugar,como tem, num contexto extremamente desafiante para os agricultores do Reino Unido Mike Gallacher, CEO da First Milk

E claramente é preciso muita aptidão e imensa auto-confiança para uma pessoa se comprometer com uma carreira na produção de leite no Reino Unido. Para George Brown, porém, não há dúvida que é o que ele quer ser. Então por que faz ele isto? 

 

"Poderia eliminar todos os outros sectores de atividade existentes e ainda precisaria de fazer comida", diz ele. "Se eliminasse o sector agrícola, então o mundo inteiro parava. Porquê querer um outro emprego?"