Criação de Valor Partilhado na Nestlé

O que é a Criação de Valor Partilhado?

A Criação de Valor Partilhado é o princípio básico sobre o qual se assenta o nosso negócio, segundo o qual, para criar valor a longo prazo para os accionistas temos de criar valor para a sociedade. Contudo, não podemos ter um comportamento de sustentabilidade ambiental ou criar valor partilhado para os accionistas e para a sociedade se não conseguirmos cumprir os nossos Princípios Empresariais. A Criação de Valor Partilhado é central nos Princípios Corporativos Empresariais da Nestlé.

Isso implica a conformidade com a legislação nacional e com as respectivas convenções, bem como com os requisitos por nós estabelecidos e que, muito frequentemente, vão além das nossas obrigações legais. Por exemplo, apoiamos a Declaração Universal dos Direitos Humanos (DUDH), que constitui a base dos Princípios do Pacto Global das Nações Unidas sobre Direitos Humanos, e o nosso Director Executivo, Paul Bulcke, assinou a CEO Statement do Pacto Global das Nações Unidas por ocasião do 60º aniversário da DUDH.

Os nossos compromissos relativamente ao Pacto Global das Nações Unidas, às Convenções Fundamentais da Organização Internacional do Trabalho (OIT) ou outros instrumentos relevantes são estabelecidos em detalhe nos nossos Princípios Corporativos Empresariais da Nestlé e nos documentos relacionados com as nossas políticas, sendo que a sua aplicação é verificada através do programa CARE e do nosso Grupo de Auditores Corporativos internos.

Para além disso, a forma como conduzimos o nosso negócio tem por base a sustentabilidade – assegurando que as nossas actividades preservam o meio ambiente para as gerações futuras. Em consonância com a definição da Comissão Brundtland, o desenvolvimento sustentável, para a Nestlé, significa “um desenvolvimento que satisfaz as necessidades do presente sem comprometer a capacidade de as futuras gerações satisfazerem as suas próprias necessidades”.

Por outro lado, a Criação de Valor Partilhado é algo que ultrapassa o domínio da conformidade e da sustentabilidade. Qualquer empresa que adopte uma visão a longo prazo e que siga princípios de negócio sólidos estará a criar valor para os accionistas e para a sociedade através das suas actividades, por exemplo, no que diz respeito à criação de postos de trabalho, aos impostos que apoiam os serviços públicos e à actividade económica em geral.

Porém, a Criação de Valor Partilhado vai ainda mais além. A empresa identifica conscientemente as áreas de enfoque, nas quais: a) o interesse dos accionistas e da sociedade se intersectam de forma mais significativa, e b) onde a criação de valor pode ser optimizada para ambos. Consequentemente, a empresa investe os seus recursos, quer em termos de competências, quer de capital, nas áreas que apresentam o maior potencial para uma criação de valor conjunta e procura colaborar activamente com entidades de relevo na sociedade.

Na Nestlé foi levada a cabo uma análise da nossa cadeia de valor, tendo sido determinado que as áreas de maior potencial para uma optimização de valor conjunta com a sociedade são a Nutrição, a Água e o Desenvolvimento Rural. Estas actividades são essenciais no quadro da nossa estratégia empresarial e são vitais para o bem-estar das pessoas que vivem nos países onde desenvolvemos o nosso negócio.