A Nestlé tem trabalho infantil nas suas cadeias de abastecimento de cacau?

O trabalho infantil não tem lugar na nossa cadeia de abastecimento. Os nossos Princípios Corporativos Empresariais e o Código de Fornecedor da Nestlé cobrem explicitamente o trabalho infantil e a Nestlé está a tomar medidas para eliminar progressivamente esta prática, através da avaliação de casos concretos e do combate às suas causas profundas. Este trabalho é parte do Nestlé Cocoa Plan, que visa melhorar a vida das comunidades agrícolas da cultura do cacau e da qualidade do próprio cacau que compramos.

Em 2014, montámos o nosso Sistema de Monitorização e de Correção do Trabalho Infantil (CLMRS - Child Labour Remediation and Monitoring System) na Costa do Marfim. Este sistema abrangente está a ajudar-nos e aos nossos parceiros, incluindo a Fair Labour Association (FLA), a identificar as crianças em risco em cada comunidade produtora de cacau e as condições específicas que as colocam em risco. De seguida, juntamente com os nossos parceiros, trabalhamos com as famílias de forma individual e com as comunidades para aumentar a consciencialização, resolver e prevenir o problema. O CLMRS foi introduzido em 22 cooperativas de agricultores e será estendido a todas as cooperativas do Nestlé Cocoa Plan – cerca de 70 – até ao final de 2016. Tanto quanto sabemos, a Nestlé é o primeiro comprador de cacau a criar um sistema deste tipo para combater o trabalho infantil.

Criar oportunidades para que as crianças das comunidades produtoras de cacau frequentem a escola é uma das formas de ajudar a reduzir a incidência do trabalho infantil. Em 2014, as 17 escolas que remodelámos ou construímos neste contexto na Costa do Marfim, permitiram que 2.908 crianças fossem à escola pela primeira vez. Isto significa que atingimos o nosso objectivo de construção ou remodelação de 40 escolas em apenas quatro anos; um ano antes do previsto. Estes esforços, que beneficiaram até agora mais de 11.000 crianças, são parte do nosso compromisso de longo prazo para resolver este problema. A Nestlé providencia anualmente informação actualizada sobre o progresso deste compromisso no nosso relatório “Nestlé in Society” e no nosso site “Nestlé Cocoa Plan”.

Estamos determinados a erradicar o problema do trabalho infantil na nossa cadeia de abastecimento e fazemos disso uma prioridade para a nossa empresa, com ações como o Sistema de Monitorização e de Correção do Trabalho Infantil. Reconhecemos também que a eliminação do trabalho infantil é uma responsabilidade partilhada e estamos a trabalhar com outros Stakeholders locais e globais, incluindo o governo da Costa do Marfim, para progredirmos de forma sustentada na luta contra este sério e complexo problema.

Saiba mais aqui.