Nestlé S.A. divulga os Resultados Anuais de 2015

19 Fev, 2016
  • Crescimento orgânico de 4,2% e 2,2% de crescimento real interno.
  • Vendas de CHF 88,8 mil milhões, com um impacto cambial de -7,4%. 
  • Margem de lucro operacional até 10 pontos base para 15,1% a câmbios constantes. 
  • Lucro por ação de até 6,5% a câmbios constantes. 
  • Forte fluxo de caixa operacional de CHF 14,3 mil milhões. 
  • Aumento de dividendo proposto de CHF 2,25 por ação. 
  • Outlook 2016: crescimento orgânico em linha com o ano 2015, com melhoria das margens e lucros por ação a taxas de câmbio constantes e com eficiência de capital.

Paul Bulcke, CEO da Nestlé: "Em 2015 entregámos um crescimento rentável, ao mais alto nível do verificado pela indústria, naquilo que é ainda um ambiente desafiante. Este crescimento rentável teve por base uma performance consistente verificada em anos anteriores. O nosso crescimento orgânico de 4,2% foi suportado por um aumento do crescimento real interno combinado com um contínuo melhoramento das margens. Adicionalmente, crescemos ou mantivemos a quota de mercado na maioria das nossas categorias e mercados.

Simultaneamente, continuámos a investir no futuro com um aumento do suporte às nossas marcas e com o desenvolvimento das nossas novas plataformas em nutrição e saúde, assim como no e-commerce. Mantivemos o foco na gestão do nosso portefólio, dando a volta ao nosso negócio de congelados nos Estados Unidos, eliminando os negócios não essenciais e forjando uma nova parceria para criar um player líder nos Gelados.

A nossa geração de fluxo de caixa esteve de novo no topo da indústria a 11,2% das vendas, como resultado do nosso foco nas margens, com disciplina nas despesas de capital e no capital circulante. Consequentemente, propusemos aumentar os dividendos, como o temos feito nos últimos 20 anos.

Prevemos que o nosso ambiente de negócios em 2016 seja muito similar ao dos anos anteriores com preços ainda mais suaves. Como tal, esperamos entregar um crescimento orgânico em linha com o de 2015, com melhorias nas margens e ganhos por ação a câmbios constantes e com eficiência de capital”.

Os resultados do Grupo

Vendas:

  • Em 2015 o crescimento orgânico da Nestlé foi de 4,2%, composto por 2,2% de crescimento real interno e de 2,0% de preços.
  • As vendas totais foram de CHF 88,8 mil milhões, com um impacto cambial de -7,4%. As aquisições e as alienações contribuíram com 0,1% para as vendas.
  • O Crescimento orgânico de base ampla foi transversal a todas as geografias e categorias
  • 5,8% nas Américas (AMS)
  • 3,5% na Europa, Médio Oriente e Norte de África (EMENA)
  • 1,9% na Asia, Oceânia e África Subsaariana (AOA)
  • O Crescimento real interno foi também de base ampla
  • 2,4% na Zona AMS
  • 2,8% na Zona EMENA
  • 1,2% na Zona AOA
  • Força contínua nos mercados desenvolvidos com um crescimento orgânico de 1,9% e de 7,0% nos mercados em desenvolvimento.
  • Aumento ou manutenção das quotas de mercado na maioria das nossas categorias e mercados.

Lucro operacional de negócio:

  • O lucro operacional de negócio foi de CHF 13,4 mil milhões, com uma margem de 15,1%, menos 20 pontos base reportados afetados por um forte Franco Suíço, acima de 10 pontos base a câmbios constantes.
  • Entregámos esta melhoria de margens enquanto:
  • Aumentámos substancialmente o nosso investimento no suporte às marcas, no digital, na pesquisa e desenvolvimento e nas nossas plataformas de nutrição e saúde.
  • Absorvemos o custo excecional de ocorrências como a de Maggi Noodles na India.

Lucro Líquido:

  • O lucro líquido foi de CHF 9,1 mil milhões. A redução de CHF 5,4 mil milhões versus o ano anterior foi principalmente devida pelo impacto único da alienação, em 2014, de parte da participação na L’Oreal, combinada com a reavaliação da participação na Galderma. Houve também algum efeito do mercado cambial.
  • Ganhos por ação reportados de CHF 2,90, 36,1% mais baixos pelas mesmas razões.
  • Lucros por ação de 6,5% a câmbios constantes.

Fluxo de caixa/Capital circulante

  • O fluxo de caixa operacional do Grupo manteve-se forte a CHF 14,3 mil milhões e o fluxo de caixa livre a 9,9 mil milhões ou 11,2% das vendas. Este foi o resultado do nosso foco nas margens e na disciplina com as despesas de capital e no capital circulante, o que mostra a capacidade de a Nestlé entregar um fluxo de caixa muito forte, apesar do ambiente desafiante do mercado cambial.
  • A média do capital circulante total melhorou 60 pontos base de 5,3% das vendas para 4,7%.

 

Zona EMENA

Vendas de CHF 16,4 mil milhões, 3,7% de crescimento orgânico, 2,5% de crescimento real interno; 15,7% de margem de lucro operacional e mais 50 pontos base.

  • A Zona continuou a superar os mercados nas suas principais categorias com contribuições positivas de todas as geografias com uma boa evolução das quotas de mercado, apesar do ambiente político e económico volátil.
  • A excelente performance relativa ao ambiente na Europa Ocidental foi conduzida por uma bem-sucedida inovação e renovação.
  • Petcare continuou a entregar um crescimento transversal a toda a região, com a comida de gato seca Felix e Purina One.
  • Nescafé Dolce Gusto e as pizzas congeladas, com as marcas Wagner e Buitoni, foram outros drivers de crescimento.
  • Culinários foram impactados pelo ambiente competitivo do retalho e pelo abrandamento na categoria.
  • França, Alemanha e Benelux foram os destaques, com Espanha a acelerar.
  • Crescimento sólido na Europa Central e de Leste, conduzido pela Rússia, Ucrânia e Polónia.
  • Petcare, Nescafé Dolce Gusto, Nescafé café solúvel e confeitaria entregaram todos um crescimento muito bom em toda a região, atingindo fortes posições de mercado.
  • Apesar de algumas dificuldades com o contexto dos negócios, a Rússia teve um bom ano com um crescimento positivo e ganhos de quota de mercado, especialmente no café premium.
  • No Médio Oriente e no Norte de África houve uma sólida performance apesar de um ambiente instável.
  • Verificámos um bom crescimento em Nescafé café solúvel, confeitaria e Petcare que foi parcialmente compensado pelo abrandamento do negócio de lacticínios frescos.
  • A Arábia Saudita, o Kuwait, o Qatar e o Irão contribuíram de uma forma geral para uma sólida performance.
  • Nescafé café solúvel e chocolate conduziram a um forte crescimento na Turquia.
  • As difíceis condições verificadas no Yemen, na Líbia e na Síria tiveram um impacto.
  • A melhoria da margem de lucro operacional resultou dos cuidados com o preço e das significativas reduções de custos que foram parcialmente reinvestidos em atividades de promoção e marketing para gerar crescimento futuro.

Consulte o Comunicado de Imprensa integral em www.nestle.com