Santa Casa desenvolve novo projeto de intergeracionalidade

Out 9, 2014

A Santa Casa da Misericórdia de Lisboa (SCML) dispõe de mais um edifício onde irá desenvolver um projeto que vai receber idosos e jovens. O edifício, em Monsanto, que se estende por uma área de 4000 m2, vai ser transformado num complexo residencial para idosos e jovens da SCML. Foi doado pela Nestlé à Santa Casa que pretende ali desenvolver um projeto tendo em vista a promoção da intergeracionalidade.

Num acordo assinado esta quarta-feira, dia 8, pelo Provedor Pedro Santana Lopes e pelo diretor-geral da Nestlé, em Portugal Jacques Reber, a SCML compromete-se a reabilitar as instalações da antiga fábrica.

Na cerimónia de assinatura do protocolo entre as duas instituições, Jacques Reber referiu que «aquela antiga “fábrica de sonho” que produzia chocolates para as crianças, se vai tornar agora “um novo tipo de sonho”, o de juntar várias gerações numa estrutura residencial».

Por seu turno, o Provedor da SCML, Pedro Santana Lopes, sublinhou que “a doação da fábrica é um acto de benemerência excepcional, que está de acordo com a história da Nestlé no que respeita à sua intervenção social em diferentes países”.

O Provedor fez ainda questão de salientar que a Santa Casa “tem cada vez mais, na sua linha de trabalho, a preocupação da intergeracionalidade” e que é por isso “um gosto” poder fazer a intervenção no edifício.