Nestlé apresenta resultados de 9 meses de vendas

Out 16, 2015
4,2% de crescimento orgânico, 2% de crescimento real interno

 

• Vendas de CHF 64,9 mil milhões.
• Crescimento orgânico de 4,2% e 2% de crescimento real interno.
• Crescimento orgânico nos mercados desenvolvidos de 2,2% e de 6,8% nos mercados emergentes.
• Perspetivas para 2015 confirmadas: procuramos alcançar um crescimento orgânico de cerca de 4,5%, com melhorias nas margens e ganhos por ação a preços constantes e com eficiência de capital.

Paul Bulcke, CEO da Nestlé: "Depois de uma boa performance na primeira metade do ano, fomos impactados, no terceiro trimestre, por eventos excecionais, como os noodles de MAGGI, na India, e um ajuste em baixa na Nestlé Skin Health. Ainda assim, o nosso crescimento real interno cresceu, refletindo uma dinâmica positiva de base ampla verificada por todos os negócios, em muitos dos nossos mercados. Foi mantida uma sólida performance na Europa, em particular na Nestlé Waters e na Nestlé Health Science. Fizemos bons progressos numa grande parte da América Latina e aportámos melhorias significativas na América do Norte, especialmente nos produtos congelados, contrastando com uma lenta recuperação de vendas na China. No geral, o crescimento orgânico ficou aquém das nossas expectativas e, nessa medida, projetamos um crescimento orgânico de 4,5% para o total do ano, com melhoria das margens e ganhos por ação a preços constantes e com eficiência de capital.”


Os resultados do Grupo

Nos primeiros nove meses de 2015 o crescimento orgânico da Nestlé foi de 4,2%, composto por 2% de crescimento real interno e de 2,2% de preços. As vendas totais atingiram os CHF 64,9 mil milhões, impactadas por um câmbio estrangeiro negativo de -6,7%. As aquisições líquidas acrescentaram 0,4% às vendas.

Continuamos a crescer nas nossas três geografias: 6,2% nas Américas (AMS), 4% na Europa, Médio-Oriente e Norte de África (EMENA) e 1,1% na Ásia, Oceânia e África Subsariana (AOA).

Zona EMENA

Vendas de CHF 12 mil milhões, 4,1% de crescimento orgânico e 2,5% de crescimento real interno.

• A dinâmica de crescimento positivo na Zona acelerou neste período, conduzido por Petcare, Café solúvel, NESCAFÉ Dolce Gusto e Gelados.
• Na Europa Ocidental, Nescafé Dolce Gusto e Petcare mantiveram-se como vetores de crescimento, ajudando na entrega de uma sólida performance na região da Grã-Bretanha e do crescimento verificado em França. As Pizas congeladas e o Café solúvel deram ambos o seu contributo. O negócio de gelados esteve bem nos mercados maduros. O crescimento de Petcare foi bem distribuído entre os mercados chave na Europa, tendo como fatores de crescimento FELIX e GOURMET.
• A Europa Central e de Leste entregaram bons resultados, com destaque para a Rússia e a Ucrânia. Chocolate, Café solúvel e Petcare foram os negócios que lideraram o crescimento na Rússia, com o fator preço também a contribuir.
• Na região do Médio Oriente e no Norte de África o Café solúvel e a Confeitaria ajudaram a entregar um bom crescimento em vários mercados, compensando em parte as dificuldades com a situação no Iraque, no Yemen, na Líbia, entre outros. O custo mais baixo das matérias-primas para os produtos de leite dentro da região conduziu a uma adaptação de preço negativa.

Consulte aqui na íntegra o Comunicado de Imprensa.